• Anúncio Global
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Questão prova concurso anal. combinatória

Questão prova concurso anal. combinatória

Mensagempor fernandocez » Sáb Mar 05, 2011 00:01

Oi pessoal fera em Matemática. Tô tentando resolver uma questão que acho ser Anál. comb.

34. O número de subconjunto de A = {1, 2, 3, 4} que contém ou elemento 2 ou o elemento 3 é:
resposta: 12

Eu não consegui chegar esse número, eu encontrei.
(2),(1,2),(2,4),(1,2,4)
(3),(1,3),(3,4),(1,3,4)
8 combinações. Faltou 4.
Avatar do usuário
fernandocez
Colaborador Voluntário
Colaborador Voluntário
 
Mensagens: 131
Registrado em: Seg Fev 14, 2011 15:01
Localização: São João de Meriti - RJ
Formação Escolar: GRADUAÇÃO
Área/Curso: licenciatura em matemática
Andamento: formado

Re: Questão prova concurso anal. combinatória

Mensagempor Renato_RJ » Sáb Mar 05, 2011 05:04

Boa noite Fernando....

Editei o meu post pois vi que eu tinha cometido um engano com a combinatória... Mas o problema não limita o número máximo de elementos de cada subconjunto ?

[ ]'s
Renato.
Iniciando a minha "caminhada" pela matemática agora... Tenho muito o quê aprender...
Avatar do usuário
Renato_RJ
Colaborador Voluntário
Colaborador Voluntário
 
Mensagens: 306
Registrado em: Qui Jan 06, 2011 15:47
Formação Escolar: PÓS-GRADUAÇÃO
Área/Curso: Mestrado em Matemática
Andamento: cursando

Re: Questão prova concurso anal. combinatória

Mensagempor LuizAquino » Sáb Mar 05, 2011 10:07

Observação
Subconjuntos contendo o elemento 2 ou o elemento 3 significa que ele pode conter:
  • o elemento 2, mas não o elemento 3;
  • o elemento 3, mas não o elemento 2;
  • os elemento 2 e 3;

Por exemplo, no subconjunto {1, 2, 3} podemos afirmar que ele contém o elemento 2 ou o elemento 3.
lcmaquino.org | youtube.com/LCMAquino | facebook.com/Canal.LCMAquino | @lcmaquino | +LCMAquino

"Sem esforço, não há ganho."
Dito popular.
Avatar do usuário
LuizAquino
Colaborador Moderador - Professor
Colaborador Moderador - Professor
 
Mensagens: 2651
Registrado em: Sex Jan 21, 2011 09:11
Localização: Teófilo Otoni - MG
Formação Escolar: PÓS-GRADUAÇÃO
Área/Curso: Mestrado - Modelagem Computacional
Andamento: formado

Re: Questão prova concurso anal. combinatória

Mensagempor Renato_RJ » Sáb Mar 05, 2011 15:35

Exatamente prof. Luiz... Eu fiz umas contas aqui e acabei achando mais de 12 subconjuntos, estaria certo isso ?? Pois fiz subconjuntos com 1, 2 e 3 elementos, aí dá mais de 12... Se eu fizer somente com 1 e 2 elementos, consigo os 12, veja:

S = (2), (1,2), (2,1), (2,3), (3,2), (2,4), (4,2), (3), (1,3), (3,1), (3,4), (4,3)

Mas se eu acrescentar os subconjuntos com 3 elementos, a contagem passa dos 12, essa linha de pensamento está certa ou estou errando em algum lugar ? Por exemplo, eu não posso considerar o caso (2,3) e (3,2) ? Eles deveriam ser considerados como repetição já que seus elementos são os mesmos mas em ordem diferente ?

[ ]'s
Renato.
Iniciando a minha "caminhada" pela matemática agora... Tenho muito o quê aprender...
Avatar do usuário
Renato_RJ
Colaborador Voluntário
Colaborador Voluntário
 
Mensagens: 306
Registrado em: Qui Jan 06, 2011 15:47
Formação Escolar: PÓS-GRADUAÇÃO
Área/Curso: Mestrado em Matemática
Andamento: cursando

Re: Questão prova concurso anal. combinatória

Mensagempor LuizAquino » Sáb Mar 05, 2011 16:03

Os conjuntos A={1, 1, 1, 2, 2, 3, 3} e B={3, 2, 1, 2, 1, 1, 3} representam na verdade o mesmo conjunto C = {1, 2, 3}.

Além disso, vamos tomar cuidado com a notação!

Por convenção, A = (a_1,\, a_2,\, \ldots,\, a_n) é uma n-upla ordenada, isto é, um ponto em \mathbb{R}^n. Já A = \{a_1,\, a_2,\, \ldots,\, a_n\} é um conjunto com n elementos (obviamente, aqui estou considerando que cada elemento a_i é distinto dos outros para que o conjunto tenha n elementos).

Por exemplo, A=(1, 2) é um ponto no plano (que obviamente é distinto de B=(2, 1)), mas A={1, 2} é o conjunto formado pelos elementos 1 e 2 (que obviamente é igual ao conjunto B={2, 1}).
lcmaquino.org | youtube.com/LCMAquino | facebook.com/Canal.LCMAquino | @lcmaquino | +LCMAquino

"Sem esforço, não há ganho."
Dito popular.
Avatar do usuário
LuizAquino
Colaborador Moderador - Professor
Colaborador Moderador - Professor
 
Mensagens: 2651
Registrado em: Sex Jan 21, 2011 09:11
Localização: Teófilo Otoni - MG
Formação Escolar: PÓS-GRADUAÇÃO
Área/Curso: Mestrado - Modelagem Computacional
Andamento: formado

Re: Questão prova concurso anal. combinatória

Mensagempor fernandocez » Sáb Mar 05, 2011 18:55

LuizAquino escreveu:Observação
Subconjuntos contendo o elemento 2 ou o elemento 3 significa que ele pode conter:
  • o elemento 2, mas não o elemento 3;
  • o elemento 3, mas não o elemento 2;
  • os elemento 2 e 3;

Por exemplo, no subconjunto {1, 2, 3} podemos afirmar que ele contém o elemento 2 ou o elemento 3.


Oi Luiz eu li o que vcs escreveram acima, mas continuo em dúvida. Então eu poderia acrescentar os subconjuntos (1,2,3), (2,3,4),(1,2,3,4)... Mas quando fala ou 2 ou 3, são os elemento número 2 e número 3? Ou é a quantidade de elementos no subconjuntos? Pensei que seria uma questão simples. Obrigado a força.
Avatar do usuário
fernandocez
Colaborador Voluntário
Colaborador Voluntário
 
Mensagens: 131
Registrado em: Seg Fev 14, 2011 15:01
Localização: São João de Meriti - RJ
Formação Escolar: GRADUAÇÃO
Área/Curso: licenciatura em matemática
Andamento: formado

Re: Questão prova concurso anal. combinatória

Mensagempor LuizAquino » Sáb Mar 05, 2011 19:19

fernandocez escreveu:Mas quando fala ou 2 ou 3, são os elemento número 2 e número 3? Ou é a quantidade de elementos no subconjuntos? Pensei que seria uma questão simples.

Como disse anteriormente, quando a questão diz que o subconjunto contém o elemento 2 ou o elemento 3, ela está querendo que o subconjunto formado possua o elemento 2 ou o elemento 3. Por exemplo, qualquer um dos subconjuntos a seguir atende esse requisito: {2}, {3}, {1, 2}, {3, 4}, {2, 3}, {1, 2, 3}, {1, 2, 3, 4}, etc.
lcmaquino.org | youtube.com/LCMAquino | facebook.com/Canal.LCMAquino | @lcmaquino | +LCMAquino

"Sem esforço, não há ganho."
Dito popular.
Avatar do usuário
LuizAquino
Colaborador Moderador - Professor
Colaborador Moderador - Professor
 
Mensagens: 2651
Registrado em: Sex Jan 21, 2011 09:11
Localização: Teófilo Otoni - MG
Formação Escolar: PÓS-GRADUAÇÃO
Área/Curso: Mestrado - Modelagem Computacional
Andamento: formado

Re: Questão prova concurso anal. combinatória

Mensagempor fernandocez » Sáb Mar 05, 2011 20:55

Valeu Luiz e Renato. Agora entendi realmente forma 12 subconjuntos.

{2},{1,2},{2,4},{1,2,4}
{3},{1,3},{3,4},1,3,4}
{2,3},{1,2,3},{2,3,4},{1,2,3,4}
Avatar do usuário
fernandocez
Colaborador Voluntário
Colaborador Voluntário
 
Mensagens: 131
Registrado em: Seg Fev 14, 2011 15:01
Localização: São João de Meriti - RJ
Formação Escolar: GRADUAÇÃO
Área/Curso: licenciatura em matemática
Andamento: formado


Voltar para Estatística

 



  • Tópicos relacionados
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 7 visitantes

 



Assunto: Taxa de variação
Autor: felipe_ad - Ter Jun 29, 2010 19:44

Como resolvo uma questao desse tipo:

Uma usina de britagem produz pó de pedra, que ao ser depositado no solo, forma uma pilha cônica onde a altura é aproximadamente igual a 4/3 do raio da base.
(a) Determinar a razão de variação do volume em relação ao raio da base.
(b) Se o raio da base varia a uma taxa de 20 cm/s, qual a razão de variação do volume quando o raio mede 2 m?

A letra (a) consegui resolver e cheguei no resultado correto de \frac{4\pi{r}^{2}}{3}
Porem, nao consegui chegar a um resultado correto na letra (b). A resposta certa é 1,066\pi

Alguem me ajuda? Agradeço desde já.


Assunto: Taxa de variação
Autor: Elcioschin - Qua Jun 30, 2010 20:47

V = (1/3)*pi*r²*h ----> h = 4r/3

V = (1/3)*pi*r²*(4r/3) ----> V = (4*pi/9)*r³

Derivando:

dV/dr = (4*pi/9)*(3r²) -----> dV/dr = 4pi*r²/3

Para dr = 20 cm/s = 0,2 m/s e R = 2 m ----> dV/0,2 = (4*pi*2²)/3 ----> dV = (3,2/3)*pi ----> dV ~= 1,066*pi m³/s


Assunto: Taxa de variação
Autor: Guill - Ter Fev 21, 2012 21:17

Temos que o volume é dado por:

V = \frac{4\pi}{3}r^2


Temos, portanto, o volume em função do raio. Podemos diferenciar implicitamente ambos os lados da equação em função do tempo, para encontrar as derivadas em função do tempo:

\frac{dV}{dt} = \frac{8\pi.r}{3}.\frac{dr}{dt}


Sabendo que a taxa de variação do raio é 0,2 m/s e que queremos ataxa de variação do volume quando o raio for 2 m:

\frac{dV}{dt} = \frac{8\pi.2}{3}.\frac{2}{10}

\frac{dV}{dt} = \frac{16\pi}{15}